Asma e obesidade


A obesidade é conhecida por ser um fator de risco para o desenvolvimento de asma. Está familiarizado com esta teoria, certo? Um novo estudo mostra que o inverso também é verdadeiro: as pessoas com asma têm maior probabilidade de se tornarem obesas!


Um novo estudo, apresentado no Congresso Internacional da European Respiratory Society 2018, indica que as pessoas que desenvolvem asma em adultos e as pessoas que têm asma não alérgica têm maior risco de desenvolver obesidade.


Surpreendido? Fique a conhecer mais sobre este estudo…


A equipa de investigadores responsável pelo estudo diz que a relação entre a asma e a obesidade é mais complexa do que se pensava anteriormente e que são necessárias mais pesquisas para perceber melhor a relação estre estas duas patologias e enfrentar estes dois desafios na área da saúde.

A pesquisa foi apresentada pelo Dr. Subhabrata Moitra que explicou: "Nós já sabíamos que a obesidade é um fator de risco para a asma. (…) Até agora tem havido muito pouca pesquisa sobre se o inverso é verdadeiro, ou seja, se a asma pode levar à obesidade. Neste estudo, juntámos uma amostra considerável de pessoas e fizemos um acompanhamento durante um tempo considerável para verificar a relação entre estas duas condições".

A pesquisa incluiu 8.618 pessoas de 12 nacionalidades diferentes, sendo que, no início do estudo, nenhum dos selecionados era obeso, ou seja, tinham todos um índice de massa corporal inferior a 30 kg /m2.

De referir que os investigadores tiveram em consideração outros fatores de risco, como a idade, sexo, país e atividade física.


O estudo foi iniciado na década de 1990 e os participantes foram avaliados dez e vinte anos depois.

Foi analisado a relação entre ter asma no início do estudo e a probabilidade de ser obeso dez anos depois e as pessoas que desenvolveram asma após dez anos do início do estudo e o seu risco de desenvolver obesidade ao fim de 20 anos.

Depois de analisar os dados recolhidos, concluiu-se que 10,2% das pessoas com asma no início do estudo tornaram-se obesas dez anos mais tarde.


O Dr. Moitra acrescentou que "ao acompanhar esta amostra de participantes ao longo de duas décadas, conseguimos observar como a asma aumenta o risco de uma pessoa se tornar obesa, especialmente se a asma começar na idade adulta ou se a pessoa tiver desenvolvido asma não alérgica.”


O investigador afirma que as descobertas sugerem que a relação entre estas duas condições é complexa e que é importante que existam mais estudos para investigar a associação entre a asma e a obesidade. O Dr. Moitra deixa a dúvida no ar: “Não sabemos se ser asmático aumenta o risco de desenvolver obesidade ou se os tratamentos utilizados é que têm efeito sobre este risco…”


Até já!

 

ERS – Internacional Congress 2018. People with asthma at higher risk of becoming obese. Disponível em https://erscongress.org/about-ers-2018/media-centre/press-releases/143-press-releases/610-asthma-obesity.html acedido a 26/09/2018. 

Ao continuar a navegar na página web, o utilizador está a concordar expressamente com a colocação de cookies no seu computador que permitem medir estatísticas de visitas e melhorar a qualidade dos conteúdos oferecidos. Clique aqui para mais informações.