Depressão

A Farmácia não se trata apenas de um ponto de venda de medicamentos, mas sim de um local onde o utente pode encontrar profissionais de Saúde prontos a ajudar.


Saiba o que deve fazer e dizer para ajudar alguém com depressão!


O contacto humano é um dos melhores tratamentos para esta doença que afeta mais de 300 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo as estimativas da Organização Mundial da Saúde. 

A OMS chega a dizer que o apoio da família, amigos e cuidadores “facilita a recuperação da depressão”, desde que quem queira ajudar alguém com depressão tenha consciência de que é necessário bastante paciência e perseverança. 


Num estudo às formas de autoajuda utilizadas pelos doentes com depressão e às recomendações de ajuda cedidas por familiares e amigos, apurou-se que os conselhos mais recorrentes são: desabafar com um amigo próximo, socializar com pessoas, pensar positivo, praticar desporto, ouvir música e ir de férias. 


No dia-a-dia da farmácia, o farmacêutico pode detetar que os seus utentes precisam de ajuda!


Se sabe de alguém que sofre de depressão ou que tem sinais de tristeza persistente, fadiga, alterações de apetite e sono, perda de autoestima, entre outros sintomas, deixamos-lhe algumas dicas sobre como pode interagir e ajudar alguém com depressão.  


1.       Seja um bom ouvinte! 

Diga, claramente, que quer ajudar e oiça os problemas sem o julgar. Muitas vezes, ouvir pode ser mais importante do que dar conselhos.

Estas são algumas perguntas que pode fazer se quer ajudar alguém com depressão:

– Quando é que começou a sentir-se assim?       
– Aconteceu alguma coisa para que agora se sinta assim?

Evite dizer:

– Está tudo na sua cabeça.          
– Todos passamos por momentos assim.              
– Não posso fazer nada. 


2.       Encoraje o seu utente a procurar um profissional! 

Caso suspeite de um doente com depressão não diagnosticado, encoraje o seu utente a procurar um profissional de saúde especializado, onde será avaliado e acompanhado.


3.       No caso de depressão diagnosticada, ajude o seu utente a perceber o regime posológico, a tomar a medicação tal como prescrito pelo médico e a não abandonar a terapêutica. 

 

4.       Aconselhe o seu utente a seguir uma dieta saudável. Aquilo que come tem um impacto direto na maneira como se sente. Diga ao seu utente para não saltar refeições, evitar alimentos como a cafeina, álcool, que contenham gorduras trans e alimentos com altos níveis de conservantes químicos ou hormonas. Diminuir a ingestão de açúcar e apostar em alimentos ricos em ácidos gordos ómega-3 e vitamina B. 

 

5.       Existem vários conselhos que pode sugerir ao seu utente, como adotar estilos de vida saudáveis, praticar exercício físico, participar em interações sociais e dormir 8h por dia. Também pode sugerir a adoção de um animal de estimação, sugerir maneiras de ajudar os outros, através de voluntariado, por exemplo, e a adotar técnicas para relaxar, como a prática de yoga. 

 

6.       Se o seu utente, adota todas estas medidas adicionais de um estilo de vida saudável e mesmo assim sente cansaço e tristeza profunda, é necessário recorrer a ajuda de um médico especialista. 

 

7.       E, por fim, mas não menos importante: Cuide de si para conseguir ajudar quem tem depressão!

Quando se contacta com alguém com depressão, encontrar formas de relaxar ou manter as suas atividades favoritas é essencial para ultrapassar as suas próprias preocupações. É importante que cuide também de si! 

 

Fique atento às próximas novidades que temos para si…
Mantenha-se EMFORMA!

 

 

 

1. Holzinger, A., Matschinger, H., Angermeyer, M., What to do about depression? Self-help recommendations of the public. International Journal of Social Psychiatry

2. Smith, M., Rosinson, L., Shubin, J., Segal, J., Tips for Overcoming Depression One Step at a Time, HelpGuide.org – trusted guide to mental, emotional & social health

3. 10 formas de ajudar alguém com depressão, Rota da Saúde. Acedido em 24/05/2018 em https://rotasaude.lusiadas.pt/10-formas-ajudar-alguem-com-depressao/

Ao continuar a navegar na página web, o utilizador está a concordar expressamente com a colocação de cookies no seu computador que permitem medir estatísticas de visitas e melhorar a qualidade dos conteúdos oferecidos. Clique aqui para mais informações.