Saude oral na criança


Existem várias dúvidas relativamente aos primeiros dentes temporários nas crianças, mais conhecidos como “dentes de leite”.

- Quando nascem os primeiros dentes?

- Quando se completam as dentições?

- Quando se deve suspender o uso de chupetas?

Estas são algumas das principais dúvidas sobre a saúde oral na criança...

Fique a conhecer a resposta às dúvidas mais frequentes nesta temática! Fique EMFORMA!

 

- Quando é que nascem os primeiros dentes e quando é que se completam as dentições?

A erupção da primeira dentição tem início entre os 6 e os 8 meses de idade, sendo as meninas geralmente mais precoces. Entre os 2 anos e meio e os 3 anos de idade, os 20 dentes temporários já estarão presentes na cavidade oral.

O crescimento da dentição permanente inicia-se entre os 5 e os 7 anos.

De salientar que a erupção mais precoce ou tardia não está necessariamente relacionada com patologia, no entanto, caso a criança não apresente qualquer dente após completar 1 ano de vida, deverá ser observada na consulta de Medicina Dentária.

 

- Quando é que devo levar o bebé ao médico dentista pela primeira vez?

A primeira consulta no médico dentista deve ser realizada quando os primeiros dentes temporários erupcionam ou até à criança completar o primeiro ano de vida, no máximo. Esta consulta é de extrema importância para estabelecer um programa preventivo de saúde oral e intercetar hábitos que possam ser prejudiciais.

- E com que regularidade é que devo levar a criança ao médico dentista?

Quando existe uma boa saúde oral, a criança deve ser observada de seis em seis meses, sendo que, em situações de elevado risco de cárie, esta periodicidade deve ser reduzida para intervalos de três meses.

 

- Quais as queixas relacionadas com a erupção dos primeiros dentes e como é que posso ajudar o bebé?

É normal sentir que o bebé está desconfortável aquando o nascimento dos primeiros dentes. Os sintomas mais comuns são:

·         Gengivas avermelhadas

·         Aumento da salivação

·         Perda de apetite

·         Alteração dos hábitos nutricionais

·         Ansiedade

·         Alguma dificuldade em dormir.

Se a criança apresentar febre, vómitos ou diarreia, deverá ser consultada pelo seu médico, uma vez que poderá existir outra causa subjacente.

Para aliviar o desconforto da criança, deve limpar a boca 2 a 3 vezes por dia com uma gaze molhada ou recorrendo a mordedores e geles.

 

- Quando é que devo tirar a chupeta e biberão ao bebé?

Os hábitos de sucção não nutritiva devem ser abandonados até cerca dos 3 anos de idade, atendendo à possibilidade de autocorreção de desarmonias no desenvolvimento das arcadas dentárias.

Relativamente ao biberão, o hábito deve ser abandonado quando a criança completar 1 ano de idade.

Existem alguns métodos adotados que poderão ajudar neste processo como:

·         Diluir gradualmente o conteúdo do biberão em água, para que após 2 semanas se ofereça à criança apenas água;

·         Reduzir gradualmente a quantidade de fluido até que o hábito cesse, sendo o biberão substituído, por exemplo, por um copo com palhinha ou colher.

 

- Como é que se pode prevenir o aparecimento de cáries precoces na infância?

Existem várias medidas importantes na prevenção do aparecimento de cárie na infância, nomeadamente:

- Promover a amamentação materna pelo menos até aos 4-6 meses de idade.

- Colocar apenas leite ou água no biberão e oferecer à criança sobretudo durante o dia e nunca quando estiver a dormir.

- Não colocar líquidos açucarados no biberão nem na chupeta.

- Promover a higiene oral da criança logo após o aparecimento dos primeiros dentes com uma gaze, dedeira ou escova macia, idealmente após as refeições.

 

- Como é que as crianças devem efetuar a escovagem dentária?  

As características da escovagem numa criança estão dependentes de vários fatores, especialmente da idade.

De acordo com as normas da Direção Geral da Saúde:

- Até aos 3 anos: a escovagem deve ser realizada pelos pais a partir da erupção do primeiro dente, 2x/dia (uma obrigatoriamente ao deitar), utilizando uma gaze, dedeira ou escova macia de tamanho adequado.

- 3-6 anos: a escovagem deve começar a ser realizada progressivamente pela criança, devidamente supervisionada e auxiliada, 2x/dia (uma das quais obrigatoriamente ao deitar), utilizando uma escova macia de tamanho adequado. A quantidade de dentífrico fluoretado deverá ser semelhante ao tamanho da unha do 5º dedo da criança.

- Mais de 6 anos: a escovagem deve ser realizada pela criança, devidamente supervisionada e auxiliada caso não possua destreza manual suficiente, 2x/dia (uma das quais obrigatoriamente ao deitar), utilizando uma escova macia. A quantidade de dentífrico fluoretado deverá ser do tamanho de uma ervilha.

 

- As crianças devem usar fio dentário?

Sim! A utilização do fio dentária coadjuva a higienização dos espaços interdentários e deve ser iniciada logo que possível. Geralmente, por volta dos 8-10 anos, quando a criança começa a ter a destreza manual e autonomia necessárias.

 

Esperamos que este artigo lhe seja útil.

Fique atento às próximas novidades…

Fique EMFORMA!

 

 

Folhetos educativos Ordem dos Médicos Dentistas – SAÚDE ORAL NA CRIANÇA. Disponível em https://www.omd.pt/publico/folhetos/ data de consulta a 17/09/2018

 

Ao continuar a navegar na página web, o utilizador está a concordar expressamente com a colocação de cookies no seu computador que permitem medir estatísticas de visitas e melhorar a qualidade dos conteúdos oferecidos. Clique aqui para mais informações.