Refrigerantes dietéticos

Novo estudo sugere que a ingestão de bebidas adocicadas artificialmente, como as bebidas light, pode aumentar o risco de acidente vascular cerebral e demência

 

O estudo, publicado na revista Stroke, da American Heart Association, relaciona os refrigerantes light a um risco maior de acidente vascular cerebral e demência.


"Temos poucos dados sobre os efeitos das bebidas dietéticas sobre a saúde e isso é problemático porque estas bebidas são bastante populares entre a população em geral", disse Matthew Pase, investigador do Departamento de Neurologia da Universidade de Medicina de Boston. "É necessário realizar-se mais pesquisas para estudar os efeitos das bebidas dietéticas na saúde, para que os consumidores possam fazer escolhas informadas", acrescentou.


O estudo envolveu dados sobre 2.888 adultos com mais de 45 anos e 1.484 adultos com mais de 60 anos da cidade de Framingham, Massachusetts. No grupo com idade acima de 45 anos, os pesquisadores mediram o derrame e, no grupo com mais de 60 anos, mediram incidência de demência.


Os investigadores analisaram a quantidade de bebidas e refrigerantes light e “normais” ingerida por cada participante, entre 1991 e 2001. De seguida, compararam estes dados com o número de pessoas que foram vítimas de derrame ou demência num espaço de dez anos.


Comparando com quem nunca bebeu refrigerantes light, aqueles que bebiam um por dia eram quase três vezes mais propensos a ter um acidente vascular cerebral isquémico!

No que diz respeito à demência, o estudo também concluiu que aqueles que bebiam um por dia tinham quase três vezes mais chances de serem diagnosticados com esta doença.

Esta descoberta é alarmante, tendo em conta a quantidade consumida destes refrigerantes!


Os riscos associados à ingestão de refrigerantes ditos “normais” já foram muito falados… Estudos prévios mostraram uma associação entre o consumo de bebidas açucaradas e vários efeitos adversos à saúde, nomeadamente o desenvolvimento de diabetes tipo 2, obesidade, doenças cardíacas, acidente vascular cerebral e possivelmente até insuficiência cardíaca.


Até agora, as bebidas dietéticas apareciam como uma opção mais saudável… Mas, será que é mesmo assim?


Existem alternativas que podemos fazer todos os dias para manter o nosso cérebro ativo e o corpo saudável à medida que envelhecemos, por exemplo, a prática de exercício cardiovascular regular que eleva a frequência cardíaca e aumenta o fluxo sanguíneo e jogos que estimulam o cérebro, nomeadamente puzzles. Estas são algumas recomendações de hábitos de vida que ajudam a reduzir o risco de declínio cognitivo.

 

Dê estas sugestões também aos seus utentes!

 

O que achou deste artigo?

 

Fique EMFORMA!

Até já!

 

 

 

FONTE:

PASE, M., HIMALI, J., BEISER, A., APARICIO, H., SATIZABAL, C., VASAN, R., SESHADRI, S., JACQUES, P., Sugar- and Artificially Sweetened Beverages and the Risks of Incident Stroke and Dementia – A Prospective Cohort Study. Boston University School of Medicine, 2017

HOWARD, J., Diet sodas may be tied to stroke, dementia risk, CNN. Acedido EM 19/06/2018 em edition.cnn.com/2017/04/20/health/diet-sodas-stroke-dementia-study/index.html

Ao continuar a navegar na página web, o utilizador está a concordar expressamente com a colocação de cookies no seu computador que permitem medir estatísticas de visitas e melhorar a qualidade dos conteúdos oferecidos. Clique aqui para mais informações.