Dermatologia

Todos os anos surgem 10.000 novos casos de melanoma em Portugal

 

Hoje celebra-se o Dia Europeu do Melanoma, o dia que visa alertar a população para os perigos da exposição solar excessiva e os seus malefícios. Neste dia, são várias as instituições do setor da Saúde que realizam rastreios dermatológicos gratuitos.


O melanoma é o um cancro de pele que resulta de alterações no crescimento e divisão dos melanócitos, fazendo com que estes se tornem malignos.


Nas fases mais avançadas da doença, o melanoma pode espalhar-se para outras partes do organismo como gânglios linfáticos, fígado, pulmões e cérebro.

A incidência de melanoma tem vindo a aumentar globalmente de forma rápida e consistente ao longo das últimas quatro décadas, sendo que todos os anos surgem mais de 10.000 novos casos deste cancro em Portugal.


Os principais fatores de risco são a exposição solar e radiação ultravioleta, o tipo de pele, os sinais, a idade e fatores genéticos. O melanoma pode afetar qualquer pessoa, em qualquer idade, mas é mais comum em pessoas com mais de 50 anos e atinge principalmente as populações de pele clara.


Muitas vezes, o melanoma desenvolve-se a partir de sinais já existentes no corpo, pelo que alterações no tamanho, forma, cor ou textura são os primeiros sinais de possível lesão. Faça com regularidade um autoexame cutâneo para identificar possíveis problemas! Para isso, deve verificar o tamanho, forma, bordo e cor segundo a regra ABCDE:

A: Assimetria (a forma do sinal é irregular, não redonda);

B: Bordo (o contorno do sinal é irregular, mal definido);

C: Cor (o sinal não apresenta uma cor uniforme);

D: Diâmetro (existe alteração de tamanho e o diâmetro do sinal é superior a 6mm);

E: Evolução (a lesão tem um aspeto diferente dos outros sinais e existe alteração da dimensão, forma ou cor ao longo do tempo).




Muitos melanomas apresentam todas as características “ABCDE”, no entanto alguns podem apresentar apenas uma ou duas alterações. Se um sinal se altera nestes parâmetros em pouco tempo, deve ser recomendado recorrer a um médico dermatologista para observação.


Esteja atento à pele dos seus utentes e, caso detete algum possível problema, encaminhe o seu utente para o médico!


Por fim, deixamos alguns conselhos que vale sempre a pena recordar:

- Aplicar protetor solar várias vezes ao dia;

- Evitar a exposição solar no período entre as 11h e as 16h;

- Usar óculos e chapéus de sol;

- Não fazer solário.


Alerte os seus utentes para o melanoma, aconselhando a adoção de boas práticas aquando da exposição solar!

Ao continuar a navegar na página web, o utilizador está a concordar expressamente com a colocação de cookies no seu computador que permitem medir estatísticas de visitas e melhorar a qualidade dos conteúdos oferecidos. Clique aqui para mais informações.