Sabe interpretar a informação nutricional dos rótulos dos alimentos?

Quando está a fazer as suas compras no supermercado, costuma dar preferência a produtos com referências como “Baixo em calorias”, “Baixo Teor em Gordura, “Sem Açúcar” ou “Light”? Fique a saber que esses produtos podem estar longe daquilo que imaginamos que são…


É importante saber ler os rótulos, a tabela nutricional e os ingredientes, mas esta tarefa não é assim tão simples, muito porque há ingredientes que vêm camuflados com outros nomes.


Neste artigo queremos desmistificar alguns aspetos relacionados com a informação nutricional dos alimentos! Está preparado?


Os rótulos dos produtos alimentares contêm um conjunto de elementos identificativos do alimento ou bebida, dos seus constituintes e de outras características relevantes para o seu consumo.


Alguns elementos são de carácter obrigatório, como o nome do produto alimentar, o lote, o seu peso líquido, a data de validade, as condições de utilização e de conservação, a lista de ingredientes, a informação nutricional e os dados da empresa produtora.


A leitura adequada dos rótulos dos alimentos no momento da compra é útil à realização de escolhas seguras e mais saudáveis!


Para conseguir esse objetivo, a sua atenção deve incidir na lista de ingredientes e alergénios e na informação nutricional.




A lista de ingredientes apresenta todos os elementos utilizados na elaboração do produto alimentar, sendo que estes são apresentados por ordem decrescente de quantidade utilizada, ou seja, os primeiros foram utilizados em maiores quantidades e os últimos são elementos em menor quantidade. São também mencionados os aditivos utilizados e realçados os alergénios presentes no produto.


Dica nº 1: No momento da compra, observe a lista de ingredientes e verifique em que lugar da lista aparece o açúcar, a gordura e o sal. Se forem logo dos primeiros ingredientes da lista, significa que estão presentes em grandes quantidades, pelo que esse produto não é a melhor opção para a saúde cardiovascular!

 A informação nutricional apresenta o contributo energético e nutricional do produto alimentar, por 100g ou 100ml. Na informação nutricional consta, o valor energético, a quantidade de gordura (ou lípidos), de hidratos de carbono (ou glícidos), proteínas e sal presentes nas referidas quantidades do alimento ou bebida.


Dica nº 2: No momento da escolha, deve ler atentamente o rótulo dos vários produtos alimentares, analisando a composição nutricional e os ingredientes utilizados, optando pelos que contêm menor valor energético, menor teor de hidratos de carbono, gordura e colesterol, maior teor em fibra e, principalmente, menor teor de açúcares, gordura saturada e sal por porção.

Acha que um produto “light” não tem açúcar? Tenha atenção… Por vezes o açúcar vem camuflado com vários nomes.


Dica nº 3: Os açúcares podem aparecer disfarçados na lista de ingredientes como: açúcar invertido, mel, xarope de milho, glicose, xarope de glicose, extrato de malte, frutose, sacarose, maltose, lactose, dextrose, polidextrose (e praticamente todas as designações terminadas em “ose”) e maltodextrina.

 

O mesmo acontece para o teor em gorduras do alimento…

Dica nº 4: As gorduras podem aparecer como gordura hidrogenada ou parcialmente hidrogenada, óleos vegetais (coco, palma, milho, amendoim) e cremes vegetais (margarina, manteiga). A presença e a posição destes elementos na lista de ingredientes devem ser igualmente verificadas. As gorduras saturadas devem ser as que merecem mais atenção pelo impacto negativo que têm no aumento dos níveis de colesterol “mau”, o LDL. As gorduras saturadas devem estar presentes numa quantidade inferior a 50% em comparação com o total de gordura.

 

Por fim, vamos falar dos aditivos: Nunca ninguém gosta de ver a letra "E" no rótulo de alimento… Mas, o que significa?

Dica nº 5: Os "E" dos rótulos representam os aditivos, mas a verdade é que existem alguns que são seguros para a saúde, são de declaração obrigatória e têm quantidades bem definidas para que não sejam prejudiciais.
Estes são os "E" seguros nos rótulos:
Estes são os "E" seguros nos rótulos:

·         Corantes – E100 e E199;

·         Conservantes – E200 e E299;

·         Antioxidantes – E300 e E399;

·         Espessantes/Gelificantes/Emulsionantes/Estabilizantes- E400 e E499;

·         Intensificadores de sabor – E 620 e E635;

·         Edulcorantes – E950 e E967;

·         Outros – acidificantes, reguladores de acidez e aromatizantes.


Por outro lado, existem alguns “E” que são péssimos para a nossa saúde… Tome nota:

·         Nitratos  - E249 a E252;

·         Sulfitos – E220 a E288;

·         Derivados do Ácido Gálico – E310 a 312;

·         Eritrosina – E127.

 

Agora já sabe o que deve analisar para proceder a uma escolha informada e consciente.

Esperamos que este artigo tenha sido útil e que se sinta mais confortável nas compras dos seus alimentos e bebidas!

 

 

Até já!

 

 

FERREIRA, J., Saber ler os rótulos dos produtos alimentares para efetuar escolhas mais saudáveis, Fundação Portuguesa de Cardiologia. Acedido em 20/06/2018 em www.fpcardiologia.pt/saber-ler-os-rotulos-dos-produtos-alimentares-para-efetuar-escolhas-mais-saudaveis-3/

MOURÃO, M., Dicionário para aprender a ler os rótulos das embalagens, NIT. Acedido a 20/06/2018 em https://nit.pt/fit/02-16-2016-dicionario-para-aprender-a-ler-rotulos-e-nao-ser-enganado

Ao continuar a navegar na página web, o utilizador está a concordar expressamente com a colocação de cookies no seu computador que permitem medir estatísticas de visitas e melhorar a qualidade dos conteúdos oferecidos. Clique aqui para mais informações.