Inteligência Artificial

Apresentamos 5 razões pelas quais a Inteligência Artificial não vai substituir os profissionais de saúde no futuro


Muito se tem falado de Inteligência Artificial (I.A.) e do risco de “roubar” empregos na área da saúde. Isto tornará os médicos obsoletos? Irá tirar emprego aos farmacêuticos? Substituirá a maioria dos profissionais?

Apesar da ansiedade criada por estes pensamentos… Para tranquilizar, o setor da Saúde vai sempre precisar de humanos no futuro!

A I.A. não vai substituir o lado humano no setor da saúde, vai transformar as tarefas de alguns profissionais: algumas tarefas desaparecerão, enquanto outras serão adicionadas à rotina de trabalho.

De seguida, apresentamos cinco razões fundamentais pelas quais a I.A. não vai substituir os profissionais de saúde.


AArtificial_Intelligence_Helping_Doctors1


1) É impossível substituir a empatia!

Mesmo que o leque de tecnologias ofereça soluções brilhantes, é impossível substituir a empatia de um humano. No cerne da empatia, há o processo de construção da confiança: ouvir a outra pessoa, prestar atenção às suas necessidades, expressar o sentimento de compaixão e responder de uma maneira adaptada e personalizada para que a outra pessoa saiba que foi entendida.


Empathy_Not_Coding2


2) Os médicos têm um método de trabalho não linear.

Embora os dados, as medições e a análise quantitativa sejam uma parte crucial do trabalho de um médico, estabelecer um diagnóstico e tratar um paciente não são processos lineares. Requer habilidades de criatividade e resolução de problemas que algoritmos e robôs nunca terão.


dr_q_brain_images_horizontal_large_gallery3


3) Tecnologias digitais complexas exigem profissionais competentes

Soluções de saúde digital cada vez mais sofisticadas exigirão a competência de profissionais qualificados. Por exemplo, o robô cirúrgico da Vinci possui um sistema de visão 3D de alta definição ampliado e inúmeros pequenos instrumentos que se dobram e giram muito mais do que a mão humana... No entanto, os cirurgiões têm de aprender a manobrá-lo e é preciso dominá-lo.

Enquanto os robôs fornecerão os dados, a interpretação permanecerá sempre no domínio humano.


AI_and_doctor_looking_at_Xray4


4) Há determinadas tarefas que os robôs serão capazes de executar, mas não na sua totalidade.

Médicos, farmacêuticos, enfermeiros e outros profissionais de saúde têm muitas tarefas monótonas e repetitivas para completar todos os dias. Esses tipos de tarefas e procedimentos podem ser automatizados. No entanto, existem responsabilidades e deveres que as tecnologias não podem executar. Haverá sempre tarefas em que os humanos serão mais rápidos, mais confiáveis, ou mais baratos que a tecnologia.


CPR5


5) Não devemos interpretar os avanços tecnológicos como “Tecnologia vs. Humanos”

Não se trata de uma guerra entre tecnologia e humanos, uma vez que o propósito das inovações tecnológicas é ajudar as pessoas. A colaboração entre humanos e tecnologia é a resposta final! 


008_pathology2_compressor_1_16


Se a I.A. for bem utilizada e aproveitada irá permitir aos profissionais de saúde ter mais tempo para o utente, realizar o seu trabalho de maneira mais eficiente, mais rápida, menos propensa a erros e mais transparente.

Que venha o futuro!

 

 

FONTE:

http://medicalfuturist.com/5-reasons-artificial-intelligence-wont-replace-physicians/

Ao continuar a navegar na página web, o utilizador está a concordar expressamente com a colocação de cookies no seu computador que permitem medir estatísticas de visitas e melhorar a qualidade dos conteúdos oferecidos. Clique aqui para mais informações.