Thumb-vacina-gripe

Algumas novidades têm surgido em torno deste assunto! Quer saber quais?


Todos os anos lidamos com a mesma questão: Gripe!

A gripe é uma doença contagiosa que, maioritariamente, cura espontaneamente. Mas podem ocorrer complicações, particularmente em pessoas com doenças crónicas ou com 65 ou mais anos de idade.

Nos anos mais recentes a maior atividade gripal tem sido observada entre os meses de dezembro e fevereiro.

Cerca de 650 mil pessoas morrem todos os anos de doenças respiratórias causadas pela gripe sazonal, de acordo com as novas estimativas divulgadas em 2017 pela Organização Mundial da Saúde


Até à data, sabe-se que os vírus da gripe estão em constante alteração, pelo que todos os anos surgem novas estirpes em circulação. Isto implica que a vacina seja reformulada anualmente e que, por conseguinte, os utentes se vacinem todos os anos para que adquiram imunidade.


No entanto, algumas novidades têm surgido em torno deste assunto! Quer saber quais?

Imagine que num futuro próximo se desenvolvia uma única vacina capaz de conferir imunidade contra todas as estirpes do vírus da gripe?...não seria fantástico?

E se lhe disséssemos que esta realidade está mais próxima do que possamos pensar?

É verdade! Alguns laboratórios têm reunido esforços com o objetivo de desenhar um método que permita que as vacinas desenvolvidas atualmente ofereçam uma proteção mais eficaz contra as várias estirpes do vírus da gripe.


As vacinas atuais oferecem proteção contra 3 ou 4 estirpes do vírus da gripe que se espera estarem em circulação num determinado ano.


Image and video hosting by TinyPic


Contudo, em novos estudos realizados com ratinhos tem-se verificado a possibilidade de modificar a vacina por forma a que esta os defenda contra 2 estirpes adicionais, ambas com potencial para provocar epidemias. Os investigadores intervenientes neste estudo afirmam que este foi um importante passo no sentido de conseguir elaborar uma única vacina universal que ofereça imunidade contra os vírus que potencialmente causam gripe.


Todavia, a dificuldade reside no facto dos vírus da gripe serem imensos, diversos e estarem constantemente a sofrer mutações o que faz destes alvos terapêuticos difíceis.
Em estudos mais recentes, foi administrada esta vacina em humanos.

As pessoas que melhor responderam a esta vacina começaram a produzir elevados níveis de anticorpos com uma importante alteração estrutural. Para além de combaterem diretamente o vírus, estes “anticorpos alterados” ativavam o sistema imunitário levando-o a produzir mais anticorpos fundamentais travar e desativar estes agentes patogénicos.


O passo seguinte consistiu, então, em formular uma vacina reforçada com estes “anticorpos alterados”. Após administração da mesma em ratinhos, verificou-se que o melhoramento da formulação desta vacina conferiu-lhes imunidade contra estirpes que a mesma não cobria, incluindo as estirpes H1N1 e H5N1.
O objetivo, agora, será aumentar a cobertura da vacina contra as várias estirpes do vírus da gripe.


Por agora, a equipa de investigação propõe o desenvolvimento de uma vacina que confira imunidade contra 5 de 10 estirpes do vírus da gripe, uma meta plausível para já! No entanto, não perdem de vista o objetivo de desenvolver uma vacina universal para o vírus da gripe!


Ficaremos à espera de novas descobertas!


Fique atento!


Proceedings of the National Academy of Science

https://dailyaccord.com/a-newly-developed-method-could-help-us-create-a-universal-flu-vaccine/

Ao continuar a navegar na página web, o utilizador está a concordar expressamente com a colocação de cookies no seu computador que permitem medir estatísticas de visitas e melhorar a qualidade dos conteúdos oferecidos. Clique aqui para mais informações.